Acaba com dores nas pernas, caimbra, dores nas articulações , artrite e artrose , nervo ciático e dormência

Melhorar a digestão e diminuir enjoos são alguns dos benefícios do chá de hortelã, que pode ser preparado usando a hortelã comum, também conhecida por Mentha spicata e outra espécie conhecida como hortelã-pimenta ou Mentha piperita.

A hortelã é uma erva aromática que pode ser usada na culinária e para fins medicinais porque possui ação analgésica, antiespasmódica e afrodisíaca, sendo um ótimo chá para tomar após as refeições, já que ajuda na digestão. A hortelã também tem ação anti-parasitária podendo ajudar a aliviar os sintomas e combater a infecção por parasitas, como amebíase e giardíase, por exemplo.

Para que serve a hortelã

O chá de hortelã é ótimo para o tratamento de diversos problemas de saúde, como:

  • Má digestão, náusea ou vômito;
  • Colesterol alto;
  • Dor de cabeça;
  • Cólica menstrual;
  • Congestão nasal ou pulmonar, principalmente em casos de gripe ou resfriado com tosse;
  • Dores abdominais, por ter ação anti-espasmódica;
  • Insônia;
  • Diarreia com sangue;
  • Tricomoníase genital;

Além disso, esta planta medicinal ajuda também a eliminar vermes.

A hortelã pode ser utilizada em outras formas além do chá, como cápsulas com óleo ou extrato seco da planta ou na forma de óleo essencial para a pele ou aromaterapia. Esta é também uma erva aromática fácil de ter em casa num vaso porque requer poucos cuidados e combina muito bem com suco de abacaxi ou limão, em bebidas e até para molhos de iogurte em pratos salgados como tempero.

O chá de folhas de hortelã, quando combinado com ulmária ou rainha-dos-prados e com laranja-amarga, é bom para o tratamento da febre, pois promove o aumento do suor. Além disso, também é bom para problemas respiratórios, como tosse, asma, gripe, rouquidão, coriza e congestão nasal.

Ingredientes:

  • 15 g de folhas de hortelã comum;
  • 70 g de flores de tília;
  • 10 g de rainha-dos-prados;
  •  5 g de laranja amarga.