Acaba com os Calos , Alergias, Coceiras, Frieiras

Você já ouviu falar que o vinagre de maçã combate infecções causadas por fungos? Segundo especialistas, substituir medicamentos antifúngicos por essa receita caseira não é uma boa ideia.

“Não existe nenhum trabalho científico mostrando a eficácia do vinagre de maçã para eliminar infecções fúngicas nos tecidos humanos”, alerta Viviane Alves, professora de microbiologia da UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais).

Embora as infecções fúngicas não assustem tanto quanto as bacterianas, elas podem ser graves se a pessoa estiver com o sistema imunológico debilitado. Nesses casos, uma candidíase ou mesmo aquela micose que parece inofensiva podem invadir outros órgãos, causar infecção hospitalar e colocar a vida em risco.

“A Candida, num paciente crítico, numa terapia intensiva, é uma das infecções mais graves. Pode causar uma sepse por fungos”, afirma Rosana Richtmann, infectologista do Instituto de Infectologia Emílio Ribas (SP). Corre um risco maior com essas infecções quem tem doenças como diabetes, câncer e aids, faz uso de corticoides, inibidores de necrose tumoral, medicamentos para prevenir a rejeição de um órgão depois do transplante ou toma antibióticos por um longo período.

Mas, afinal, vinagres como de maçã matam os fungos como tanta gente acredita? Antes de mais nada, é importante saber que há dois tipos desses microrganismos: os filamentosos (mofos ou bolores) e as leveduras (que conhecemos por serem usadas na fabricação de pães e cerveja). As espécies de Candida, por exemplo, são leveduras que costumam causar infecções no trato geniturinário.

Também é necessário lembrar que muitos fungos habitam no corpo humano. O problema ocorre quando há uma multiplicação descontrolada desses microrganismos, que o nosso sistema de defesa não consegue conter.

Um dos argumentos de quem defende o uso do vinagre é que ele poderia equilibrar o pH (medida do nível de acidez) dos tecidos e desfavorecer o crescimento dos fungos. Mas de acordo com Alves, os fungos preferem um pH mais ácido. E o pH do vinagre é ácido. Isso não é uma regra. “Alguns mofos e bolores toleram pH alcalino”, esclarece a microbiologista.

Não há comprovação científica das propriedades antifúngicas do alimento em seres humanos. Por enquanto, estudos só constataram a eficácia dos vinagres em superfícies de resinas acrílicas, como as próteses dentárias.